Quando não se Ama


Não me negue o teu beijo querida dama,

Não deixe o anseio me consumir,

Passo noites e noites na minha cama,

Com os olhos abertos sem dormir.

O aroma das flores que te entreguei,

Implorava por apenas um carinho,

Mas a tua preocupação foi se arranquei

Das pequenas rosas os espinhos.

Por que resiste ao meu amor?

Se tudo que tenho te cedi,

O brilho dos meus olhos com fulgor

E até dos meus caprichos desisti.

Lembra-se dos caminhos que fizemos juntos

Aos crisântemos no outono passado?

O sol refletia no teu rosto lúdico,

Enfeitado por flores lado a lado.

Uma teara que talhei na boa vontade

Para os teus olhos agradar,

Com orquídeas de verdade

Para poder te encantar.

Mas não consegui o teu amor,

Nem teu carinho, nem o teu beijo,

Restou-me apenas do teu corpo o calor,

Que me despertava os desejos.

Autor Bessa de Carvalho

Direitos autorais reservados a Bessa de Carvalho

Leave a Comment

error: Content is protected !!