A Prece


Deus!

Quando em prece vivo a pedir-te pelos menos favorecidos,

Pelos meus familiares,

Por meus amigos em todos os lugares… vivo a pedir-te.

Pelos que já partiram, por meus vizinhos,

Pelos meus filhos, por minha amada,

Por sua família acariciada, pelo carinho… vivo a pedir-te.

Pelos que moram nas ruas desabrigados,

Pelos doentes nos hospitais,

Aos órfãos que ninguém quer mais… vivo a pedir-te.

Aos que cometeram crimes e trancafiados,

No arrependimento desesperados… vivo a pedir-te.

Aos idosos no esquecimento,

Na agonia do momento… vivo a pedir-te.

Não esquecendo os alienados,

Que presos à mente algemados… vivo a pedir-te.

Senhor e por mim quando sobra,

Peço-lhe sempre em tua obra a minha consolação,

E muitas vezes agradeço por ser mais um brasileiro,

A pedir-te com devotado coração.

Mas hoje Divino, pergunto o que posso te fazer?

Talvez mais uma prece, pelas mães que o mundo esquece,

Quando perdem mais um filho p’ra violência,

Ou quem sabe fazer o bem, p’ra criança que esmola,

Com os olhos que estiola a inocência.

Quem sabe posso amar mais um pouco,

Com o exemplo de humildade,

Praticando a caridade a acolher o sofredor.

Mas quero fazer alguma coisa por ti ó Senhor!

Deixe-me enxugar mais lágrimas,

Alimentar mais os pobres,

Pelo tanto que me dá de amor.

Mas se nada precisares,

Venho dividir contigo a minha alegria,

Pois repleto de felicidade,

Divido também a bondade,

Que recebi de ti… neste dia.

Autor Bessa de Carvalho

Direitos reservados a Bessa de Carvalho

Leave a Comment

error: Content is protected !!