Há Muitas Moradas


A casa do meu Pai é o Universo,

Formado por estrelas e constelações,

Nelas existem mundos imersos

Moradas de espíritos aos bilhões.

Reconheço o teu amor meu Senhor,

Por tanta diversidade astral

E nos movimentos das estrelas e galáxias,

Identifico Tua existência atemporal.

Muitos planetas ainda primitivos,

Outros de estrutura causal,

Vários progridem e se regeneram,

Aos poucos aumenta o bem, diminui a presença do mal.

Há muitas moradas girando em torno dos sóis,

Reconheço-te Senhor na criação dos espíritos imortais,

Na permissão da existência da vida a progredir

Rumo aos mundos celestiais.

Aqueles que nos planetas encarnam

E caminham nos círculos inferiores

Para cumprir a lei do progresso

E encontrar a felicidade nos orbes superiores.

Reconheço-te Senhor neste mundo que habito

De sofrimento, de dor, de provas e expiações,

Onde encontro os amores que cultivo

Por diversas e diversas reencarnações.

Obrigado ó Senhor por ouvir este pobre amigo,

Que te reconhece muito mais na natureza,

Esta que em seu seio nos fornece o abrigo,

Onde reflete a Tua singela beleza.

Autor Bessa de Carvalho

Direitos autorais reservados a Bessa de Carvalho

Leave a Comment

error: Content is protected !!