Rio Acari

No Rio de Janeiro as águas fluem ao inverso,
Não se vive como outrora,
“está tudo como dantes no quartel d’Abrantes”,
que nada se vê ou pesca agora.

Nestes descaminhos da Natureza
onde até a poesia se espanta,
raiou há tempos com a sua beleza
o Rio Acari de tanta importância.

Nasceu na Serra de Gericinó na baixada,
com o sorriso largo de uma criança,
banhando regiões com as suas águas
límpidas como o alvorecer da esperança.

A cidade foi crescendo e o Acari sem carinho,
perdeu o brilho das águas e já sem emoção,
viu sua mata ciliar se desbotar pelo caminho
causando a parada do gigante coração.

Hoje quando a poluição lhe enegrece a alma,
chora Acari lembrando da sua existência,
brilham nos céus do Rio serena e calma,
as águas límpidas da sua presença.

Autor Bessa de Carvalho

Direitos autorais reservados a Bessa de Carvalho

Leave a Comment

error: Content is protected !!